Busca:

Categoria Arquivos: Seguros 2010

A compra da Corretora Classic pela Brasil Insurance


A Brasil Insurance anunciou nesta segunda-feira, 28 de março, por meio de Fato Relevante, a aquisição do controle acionário da Classic Corretora por R$ 9,2 milhões somados a três parcelas anuais variáveis em função dos resultados futuros da empresa. O valor total estimado para o negócio é de R$ 19,4 milhões, sendo 50% pagos em dinheiro e 50% em ações da Brasil Insurance.

A holding passa a deter 99,99% das quotas representativas do capital social da corretora, totalizando 29 empresas do setor sob o seu guarda-chuva.

Mais

Classificação dos Seguros no Brasil


Seguros automóveis, incêndio, vida etc. por serem bastante conhecidos facilitam o entendimento do conceito que rege cada um deles. Está na hora de olhar mais atentamente para o conjunto do mercado e saber sobre a disponibilidade de outros mecanismos de proteção contra riscos.

Existem no Brasil, classificados oficialmente, 89 ramos de seguros que apresentam grande variedade de detalhamento. Por exemplo, o seguro de responsabilidade civil tem 8 ramos diferentes, os seguros ligados à agricultura contam com 13 ramos distintos, etc.

Mais

Comprar seguro é simples ou não?


Você compra um carro novo e pode sair do concessionário já coberto por uma apólice de seguro contra danos, roubo e incêndio. Você vai ao banco e o gerente lhe oferece seguro residencial, planos de previdência e títulos de capitalização a preços módicos e com débito do prêmio direto em sua conta corrente.

Hoje tudo é mais fácil no mundo, e o mercado de seguros não é exceção. Por isso mesmo, para evitar dissabores no futuro, você deve saber que a compra de seguros exige diversos cuidados. Na verdade, para a maioria da população, contratar seguro pode ser bem complicado.

Mais

Lacuna no atendimento clínico prestado a pacientes resguardados por planos de saúde


Resolução publicada ontem pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) no Diário Oficial da União tenta preencher uma lacuna no atendimento clínico prestado a pacientes resguardados por planos de saúde. O documento confere exclusivamente aos médicos o poder de fixar o intervalo de tempo para garantir a consulta de retorno sem ônus aos usuários.

A volta tem sido motivo de atrito entre operadoras e profissionais da área. Virou prática generalizada no setor a fixação do limite de 30 dias para permitir uma nova ida aos consultórios sem a necessidade de pagamento extra. A norma do CFM pretende encerrar a questão ao definir as circunstâncias a serem observadas pelos médicos no momento de tratar do assunto.

Mais

Apoio Corretora de Seguros montou o seguro de riscos de filmagens


A Generali Brasil Seguros, em parceria com a Apoio Corretora de Seguros, montou o seguro de riscos de filmagens para mais um seriado da Rede Globo. Trata-se da microssérie \'Amor em 4 Atos\', uma parceria com a produtora RT Features e produção executiva da Academia de Filmes.

A série, em quatro capítulos, vai ao ar de 11 a 14 de janeiro e é baseada em letras e músicas do compositor Chico Buarque, seja como base da história musicada, seja como tema, cenário, clima ou como trilha sonora. Os episódios são inspirados nas canções 'As Vitrines', 'Construção', 'Folhetim', 'Ela faz Cinema' e 'Mil Perdões'.

Mais

Orçamento fica mais apertado em fevereiro por causa da IPVA


Quem está organizando o orçamento neste início de ano deve rever os gastos e somar outro item se for proprietário de veículo. O Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) vai iniciar, em fevereiro, a entrega dos boletos do licenciamento 2011, documento que agrega o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), taxas, multas de trânsito e seguro obrigatório (DPVAT).

Embora a Secretaria da Fazenda (Sefaz) tenha anunciado a redução de 5,6% no valor do IPVA pelo segundo ano seguido, a hora de coçar o bolso está bem próxima.

Mais

Sincor-SP e o excesso de riscos declinados


A reunião ocorrerá em 16 de fevereiro, em São Paulo, no Maksoud Plaza. O presidente da entidade, Mário Sérgio de Almeida Santos, pede a presença de todo o setor de seguros no editorial que redigiu no JCS, veículo do sindicato que circula nacionalmente com 30 mil exemplares (edição de janeiro).

“Por que as seguradoras vêm declinando tantos riscos? Isto está sendo observado com mais clareza nos ramos elementares”, observa Santos em seu artigo. De acordo com ele, aparentemente, trata-se de um processo decorrente da quebra do monopólio do IRB Brasil Re. “Antes deste evento, era muito mais fácil fazer seguro. Bastava enviar o que não prestava para o IRB na forma de resseguro. O IRB não se queixava, pois os bons riscos compensavam os maus e, no final, lucrava com a sua megaoperação.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil